Através do espelho

A regra do jogo

O primeiro capítulo de uma novela é quase sempre a mesma coisa, preto no branco. Apresenta-se o sofredor casal principal, de preferência já envolto em algum conflito, a vilã ou vilão fazendo uma maldadezinha boba, tipo colocar sal no café dos mocinhos, o núcleo de humor, sempre caricato e excêntrico, tudo isso pontuado com belas imagens panorâmicas, duas a três musiquinhas de artistas da Som Livre e um show de interpretação de alguma “participação especial”.


Bem, o primeiro capítulo de uma novela ERA quase a mesma coisa. Com a invasão das séries americanas no cotidiano televisivo – e internético – brasileiro, aliados à tecnologia on demand (assistir o que quiser, na hora que quiser), as apostas foram aumentadas. Já faz algum tempo que os folhetins brasucas tentam seduzir o público logo em seu début no horário nobre.


A regra do jogo, a nova novela das nove da Globo, cumpriu tal tarefa com louvor. O que parecia uma partida de xadrez tradicional, que começa com movimentos lentos e pacientes dos peões e acaba com xeque-mate feroz, virou um tabuleiro complexo e emocionante logo nas jogadas de início. Um feito de João Emanuel Carneiro, responsável por trazer de volta um público desagradado pelas últimas produções globais do horário (Salve Jorge, Viver a vida, Em família, Império e Babilônia) e que aguardou pacientemente a volta de tramas com a assinatura dele desde outubro de 2012, quando os créditos de Avenida Brasil subiram pela última vez.





Logo na primeira cena da narrativa estreada ontem, é possível perceber que a trama veio para quebrar paradigmas. Numa tela negra, projetava-se o título “Capítulo 01: A outra face”. Logo em seguida, Tóia (Vanessa Giácomo) confessa à polícia que roubou uma grande quantia em dinheiro (para mim, uma grande referência ao episódio piloto da série Damages, da qual falei aqui). Um flashback volta o tempo em dez dias e conta como ela chegou àquela situação.


A outra face


Tóia presa


Funcionária da boate de Adisabeba (Susana Vieira), na fictício e estilizado Morro da Macaca, subúrbio carioca, a moça faz parte de uma engrenagem bem sucedida de negócios – o clube, que conta com apresentações musicais do filho da dona, o MC Merlô (Juliano Cazarré), devidamente acompanhado de duas dançarinas sensuais, é um hit nas noites da Cidade Maravilhosa.


Adisabeba


Merlô


É para lá que Atena (Giovanna Antonelli), golpista de marca maior, leva sua mais nova presa, uma milionária em passagem pelo Rio. Entre um taça de champagne e outra, a loira clona o cartão da “amiga” para aplicar novos trambiques.


Atena golpe


Atena casa


Ao raiar do dia, a trama apresentou outra turma ao público. Na porta da cadeia, Tóia e a mãe adotiva, Djanira (Cássia Kis), aguardam a saída de Juliano (Cauã Reymond). O professor de artes marciais, noivo da personagem de Vanessa Giácomo, sai do xadrez ainda alegando inocência.


Juliano


Cadeia


Antes disso, no entanto, é possível perceber o ódio do policial Dante (Marco Pigossi, que graça de rapaz) contra ele. Já em casa, enquanto sonham com uma nova vida, esses personagens são pegos de surpresa com a doença de Djanira. Para realizar uma complicada operação, o casal principal resolve pagar para um médico particular adiantar a cirurgia. Eis que o tal doutor some. É quando Tóia decide saquear o cofre da boate onde trabalha.


Juliano cadeia


Pigossi


No meio de tanta treta, já tinha até me esquecido de Romero Rômulo (Alexandre Nero), o dito protagonista da novela. Ele entra em cena esbaforido, num tribunal, pronto para defender um cliente. Depois de discurso inflamado e correto, quase emocionado, somos apresentados à vida do advogado idealista.


Nero


Homem de bem, Romero criou Dante desde que o rapaz, ainda menino, perdeu a mãe em uma chacina. É ao lado do filho que ele vai encarar uma situação adversa: usar sua lábia para salvar os reféns de um assalto à banco. As cenas, tão bem orquestradas, são de uma beleza plástica admirável. Ponto para Amora Mautner, uma competentíssima maestrina cênica e, agora, também diretora de núcleo, à frente da equipe por trás das câmeras (esse talento, inclusive, já havia dado as caras antes no mesmo capítulo com os flagras da caixa mágica, recurso de câmeras “escondidas” nos cenários, como em um reality show).





Em um esforço heroico, o protagonista é levado de caveirão pelos bandidos para garantir a segurança deles. Consternado, o mocinho vivido por Nero convence os homens a soltarem as vítimas depois de levar uma forte coronhada. Quando a turma assustada desce do veículo, chega o grande momento: Romero Rômulo, puto nas calças, cobre um dos caras de porrada. É de cair o cu da bunda a velocidade da revelação: ele não é o que pensávamos que ele era. E não é mesmo. Depois de fazer mais um teatro, descobrimos que o cara ainda mantém uma cobertura escondida de todo mundo, beija estátuas na porta de casa, toma banho de banheira vendo putaria na cam…


Nero machucado


Djanira, ainda de cama no hospital, pega o celular e faz uma ligação para o CAPETA. Quem atende é Nero: “Pensei que a senhora nunca mais fosse me ligar, mamãe”. Se João Emanuel Carneiro levou 56 capítulos para desmarcar Flora, em A Favorita (2008) e outros 100 para que Carminha descobrisse que Nina era Rita, em Avenida Brasil (2012), desta vez, o público esperou apenas quarenta minutos para saber quem é Romero Rômulo. Congela. OiOiOi.


Capeta


Telefone


Depois de tantos abacaxis na dramaturgia atual, eu, noveleiro convicto, baseado nessa primeira impressão, escolhi acreditar no tema de abertura de A regra do jogo: o sol há de brilhar outra vez – pelo visto, até de noite, em pleno horário das nove. Que venham sete meses de emoção na telinha!






Crédito das imagens: Twitter (@realitysocial e @gshow).

Anúncios
Esse post foi publicado em TV e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s