Flor do deserto



Quando começaram a falar dessa tal de Azealia Banks é claro que não respeitei. Primeiro porque ela tem nome de sapato. Ou de planta. Pior, de ex-ministra. Lembram da Azealia Cardoso de Mello? Pois é. Segundo porque tem 21 anos. Não tenho a menor paciência com quem nasceu na década de 1990 e já é adulto. Ultraje. Finalmente, em terceiro lugar, os antenadérrimos começaram numas de “nova promessa da música”, “o hype do hype do crème de la crème do cupcake de macaron de lichia” e daí pra baixo. Fiquei putinho, entrei numas de “não ouvi e não gostei”, prometi a mim mesmo não me render. Aham. Vocês parecem que não me conhecem. Virei casaca. Se até da Lhama Del Rey eu tô gostando, por que não dessa menina aí? Prefiro ser essa metamorfose ambulante. KoMPLiKaDu-e-PeRFeiTiNHu.





Já disse o motivo da resistência inicial. Agora vou enumerar o que ela tem de bom. Pra começar ela nasceu no Harlem, reduto nova-iorquino barra pesada. Ela é do povo. Perdeu o pai. Passou maus bocados com a mãe, uma figura digna de Mo’Nique em Preciosa (nunca assisti, mas parece que é assim, sei lá). Artista quando sofre, né? Já sabe. Paradas criativas e tal. Tá bonito, tá gostoso. Pois muito que bem, salve Tulla Luana!, Azealia aproveitou o vozeirão que Deus lhe deu e começou a cantar.


Quando resolvi deixar a implicância de lado (Peixes com ascendente em Libra), percebi na moça um raio de esperança nesses dias de marasmo e entressafra fonográfica. Já comentei em inúmeros posts, incluindo um recente sobre a Rye Rye, a falta que a boa música negra me faz. O rap maroto, o gangsta sacana, aquela metralhadora verborrágica ritmada com samples, beatboxes, caos e catarse. Azaelia não só faz tudo isso como também bota o pau na mesa, bancando a atitude que vem junto nesse pacote por apenas R$ 9,90 o primeiro fascículo.





Sem álbum de estreia ainda, Zezé Bancos, para os íntimos, que de boba não tem nem a cara, lançou um EP com quatro faixas chamada 1991 (ela também lançou recentemente uma mixtape chamada Fantasea). Sente a pose de Grace Jones da moça na capa da parada. Afrontosa, apenas.





A gente escuta 212, pensa que é bate-cabelo e pá. Leva na cara. Aí muda pra Liquorice, vem uma falação e um ritmo que incendeia o baixo-ventre. Chega Van Vogue parecendo um filme do David Lynch: ninguém entende nada e mesmo assim não desgruda.


Mas foi a faixa título que me fez derramar uma lagriminha. Um emaranhado de ritmos que nos levam de volta para as pistas do DJ Bobo e do Hit Parade. Que tempo bom que não volta nunca mais/com 60 pra pagar. Para melhorar ainda mais, todas as faixas contam com clipes incríveis. Azealia camaleoa vai de country, de ninfeta, uma mistura do Brasil com o Egito, tá hippie (rica), pop (pobre), tá reggae, tá rock, pirou de vez, UEEEPAAAAA!



212 (feat. Lazy Jay)



Liquorice



Van Vogue



1991




A receita é certa. Bata porções generosas de Aaliyah, Da Brat, Missy Elliott, Trina, TLC, En Vogue e Salt-n-Pepa no liquidificador. Reserve. Bote no forno por 21 anos. Sai uma Azaelia Banks no capricho com fritas e Coca de 500. Yummy.




BÔNUS


Antes de fechar o barraco, sintam mais um pouquinho de Azaelia. Tem ela em dois remixes e até mesmo num cover do Interpol (!!!).



Lana Del Rey – Blue Jeans Smims&Belle Extended Remix (feat. Azealia Banks)



M.I.A. – Bad girls N.A.R.S. Remix (feat. Missy Elliott and Azealia Banks)



UM COVER DE SLOW HANDS DO INTERPOL. Cataploft!




Crédito das imagens: Azealia Banks Online e A walk and a song.

Anúncios
Esse post foi publicado em Música e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Flor do deserto

  1. Pedro disse:

    Nova prtotegida da M.I.A.

  2. Zezé Bancos é ar no ripe rope. EU FALEEEEEEEEEEEEEIIIIIIIIIIIIIII!!!!! 😛

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s