Os estranhos



Quando algum episódio de Glee acaba, quase sempre com aquela personagem Rachel, chatíssima, cantando alguma música da Barbra salpicada de lágrimas, fica difícil lembrar que Ryan Murphy e Brad Falchuk, criador e produtor executivo da série respectivamente, foram as mentes que trouxeram Nip/Tuck à TV. Quem lembra mesmo assim não se conforma com a troca da ousadia crua, que eles um dia tiveram, pela fábula inverossímil que exalta a diferença com tantos clichês que virou padrão. Agora, já com muito dinheiro na caixinha por causa deste karaokê caça-níqueis para menores, a dupla parece querer se redimir com o público adulto. A mais nova colaboração Murphy e Falchuk é American horror story, a melhor surpresa dessa temporada na telinha gringa.





A família Harmon, que encabeça a narrativa, de normal não tem nada. O casal Vivien (Connie Britton, de Friday night lights) e Ben (Dylan McDermott, de O desafio) não se entende mais. O bonitão, numa crise de meia idade, acaba tendo um affair com uma aluna enquanto sua esposa sofre pelo filho que perdeu em um aborto já no fim da gravidez.


Para contornar as crises familiares, eles e a filha adolescente, Violet (Taissa Farmiga), deixam a vida cinza que levavam em Boston para tentar dias melhores na ensolarada Califórnia. É em Los Angeles, cidade dos sonhos e Meca dos esquisitos. parafraseando uma citação da própria série, que eles arrumam guarida em uma bela casa art déco construída na década de 1920. Preciso falar que a construção é mal assombrada devido a décadas e décadas de tragédias que aconteceram por lá? Ainda bem que não.





Já instalados, os Harmon conhecem figuras peculiares da vizinhança. A primeira delas é Constance, uma mulher azeda e mau caráter que vive no bairro com a filha com síndrome de down, Adelaide (Jamie Brewer). Não será surpresa se nos grandes prêmios da TV do ano que vem, Globo de Ouro, Emmy e outros, Jessica Lange, que a interpreta a malfadada Constance, ganhe de lavada os prêmios de atriz coadjuvante em drama.


Com dois Oscar no currículo, a senhora, que já foi sex symbol nas mãos de King Kong himself, dá um show a cada episódio. Ela constrói sua personagem não somente com a amargura de uma mulher que viu a vida dando errado, mas também com um cinismo gritante e com um toque de maldade no olhar. E você achando que Wisteria Lane era uma vizinhança excêntrica…





Frances Conroy, a eterna Ruth Fisher de Six feet under, dá vida (?) à governanta Moira. Com avental preto impecável, cabelos ruivíssimos bem penteados e um incômodo olho cego, a empregada é vista de duas maneiras pelos habitantes da casa. Enquanto Vivien e Violet a enxergam como uma senhorinha de 60 e poucos anos, na visão de Ben Moira rejuvenesce e toma a forma da sensual Alexandra Breckenridge. O delírio inclui saia curta, cinta-liga e masturbação no sofá. Completam o quadro o jovem Tate (Evan Peters), namoradinho com desejos assassinos de Violet, e Larry Harvey (Denis O’Hare), ex-morador da casa que matou a família antes de atear fogo na propriedade.





Produzida pelo canal FX, ou seja, fora do esquema “Dicas do He-man” (Não use drogas, respeite os mais velhos, nunca fale um palavrão), American horror story não poupa os espectadores de nudez, palavreado chulo e muita, mas muita violência gráfica. O poder de sugestão para causar o terror, entretanto, ainda é o maior chamariz da produção, e dá aos espectadores uma lição de como sentir medo ainda pode ser bom, mesmo que não seja por meio do velho truque “tem alguém refletido no espelho”.


Nada melhor para um Halloween, não?





AMERICAN HORROR STORY
Atualmente na primeira temporada. Criada por Ryan Murphy e Brad Falchuk. Com Connie Britton, Dylan McDermott, Jessica Lange, Frances Conroy, Taissa Farmiga, Denis O’Hare, Alexandra Breckenridge, Evan Peters e Jamie Brewer.

Anúncios
Esse post foi publicado em TV e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s