Bette Davis, we love you!

Quem me viu, quem me vê: tô numa onda fashion de dar dó. Não se espantem. Acho que logo passa. Meu mais recente achado foi o novíssimo editorial da Vogue italiana, Like a movie, estrelado por Elisa Sednaoui. Vestida de high couture, a top posa à la Bette Davis em O que terá acontecido a Baby Jane?, produção de 1962 também estrelada por Joan Crawford. As fotos são de Miles Aldridge. Saca só.























No filme, a pequena Baby Jane é uma famosa atriz mirím nos moldes de Shirley Temple. Sua irmã, Blanche, na adolescência, acaba ofuscando o brilho da estrela precoce, indo pelo mesmo caminho artístico e conseguindo melhores papéis. Vingativa e ordinária, Baby Jane atropela Blanche, que fica paraplégica. Todo o enredo da película é concentrado num poderoso confronto psicológico entre essas duas mulheres, anos depois do acidente. Para entender a referência, nada melhor do que garimpar aquela locadora bem cult e assistir o duelo desses monstros sagrados do cinema.








Paris, Nova York, capa de revista. BETTE DAVIS SE ACABA NA PISTA!





PS: Como aqui no Loz Engelis relembrar SEMPRE é viver, seguimos na mesma onda cinematográfica no nosso post scriptum: desta vez, o mestre Hitchcock é a referência em editorial da Vanity Fair, de 2008. Só gente famosa, só gente rica. Um espetáculo!



Charlize Theron encarna Grace Kelly em Disque M para matar (1954)



Scarlett Johansson e Javier Bardem reproduzem cena de Janela indiscreta (1954)



Naomi Watts, só na poker face, em Marnie, confissões de uma ladra (1964)



Keira Knightley e Jennifer Jason Leigh em Rebecca, a mulher inesquecível (1940)



Emile Hirsch e James McAvoy fazem um Pacto sinistro (1951)



Renée Zellweger toma o lugar de Kim Novak em Um corpo que cai (1958)



Gwyneth Paltrow e Robert Downey Jr. apreciam os fogos em Mônaco: Ladrão de casaca (1955)



Em cena, Tang Wei, Josh Brolin, Casey Affleck, Eva Marie Saint, Ben Foster, Omar Metwally e Julie Christie – Um barco e nove destinos (1944)



Jodie Foster como Tippi Hedren em Os pássaros (1963)



Seth Rogen foge de uma Intriga internacional (1959)



Last, but not least: Marion Cotillard tem seu primeiro e único encontro com a Sra. Bates em Psicose (1960)

Anúncios
Esse post foi publicado em Arte, Bobagens, Cinema, Fotografia, Moda e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Bette Davis, we love you!

  1. Cris disse:

    Adoro esses posts cine/fashion!! Baby Jane é um clássico maravilhoso e tanto Bette Davis quanto Joan Crawford mandam muito bem. Comentávamos esses dias (eu e meus amigos) que Hollywood tem uma coleção de divas dos anos 40 e 50 que são imbatíveis!
    Não tinha visto o ensaio da Vanity Fair, que coisa! Aliás Hitchcock é fonte de inspiração até hoje, e as fotos são show de bola

  2. Concordo plenamente, Cris. Hollywood tinha DIVAS de verdade – umas puta atrizes que mantinham aquela aura de glamour. Hoje o que nos sobra? Megan Fox. Lamentável. Resta relembrar…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s